27 de outubro de 2019

Mini presépios

mini presépios


mini presépios

Bom dia para tod@s e muito obrigada pelas vossas visitas. Hoje venho deixar 3 mini presépios que apesar de serem pequenos me levaram bastante tempo a fazer. Embora goste bastante destes presépios pequeninos já não os posso comprar para pintar. Os meus olhos já não me permitem trabalhar com coisas muito pequenas. Aqui ficam para vossa apreciação. Espero que gostem.
Beijinhos para tod@s e uma óptima semana.

15 de outubro de 2019

Doces do Outono

Marmelada

Boa tarde para tod@s e muito obrigada pelas vossas visitas. Hoje venho deixar-vos uma amostra do meu trabalho de Domingo passado. Este ano resolvi fazer novamente a marmelada e a geleia de marmelos. Já não fazia há uns anos. Venho deixar a qui a maneira como a faço e que é um pouco diferente daquela que a minha Mãe fazia. A minha Mãe fazia assim, que é o método tradicional. Eu prefiro fazer com gamboas porque são como as maçãs, fáceis de partir e descascar. Este ano não encontrei por isso escolhi marmelos que estivessem sãos e maduros. Como pretendia fazer a geleia aproveitei toda a parte de dentro dos marmelos e algumas cascas. Vão ver que na foto que deixei uma marmelada está mais clara, aquela que fiz primeiro porque não deixei os bocados de marmelo oxidar tanto e uma mais escura porque estiveram mais tempo ao ar e oxidaram mais. Eu prefiro vê-la mais escura. Aqui vai a maneira como faço: corto os marmelos em bocados pequenos e por cada kilo de marmelo utilizo 750gr de açúcar. Coloco o marmelo a cozer com um pouco de água (1 ou 2 dedos de água de altura) no fundo da panela e depois de começar a ferver reduzo o disco para o mínimo e deixo-os cozer e mexo-os de vez em quando porque não podem ficar sem água para não se pegarem. Quando vejo que já estão cozidos (podem espetá-los com um garfo para verem) junto-lhes o açúcar que já está préviamente pesado e mexo bem para ele derreter. Deixo ferver novamente e quando vejo que o marmelo já se desfaz com facilidade quando mexo, passo tudo com a varinha mágica até ficar bem liso. Atenção que eu mantenho a panela sempre fechada com um testo até à fase de passar com a varinha. Nesta altura a marmelada já faz estrada e é só deitar para as taças já não precisa de ferver mais. Esta marmelada depois de seca também dá fatia. Para a geleia, cubro os interiores (desta vez não utilizei cascas) que reservei com água e levo ao lume até a água ganhar a cor que pretendo. Em seguida passo a água por um passador para coar tudo e meço o que deu. Utilizo por cada litro de líquido também 750gr de açúcar. Junto o açúcar ao líquido e vai ferver até ficar no ponto que pretendo. Aqui vai do gosto de cada um. Eu gosto que ela fique presa e vou tirando um pouco para um pratinho e quando arrefece tem que fazer também uma estrada.  A geleia demora mais a fazer. E pronto foi um Domingo a fazer isto e ainda arranjei maneira de quase tirar uma fatia a um dedo, mas são ossos do ofício.
Beijinhos e uma boa semana para tod@s.

25 de agosto de 2019

Transformação de um móvel

transformação de móvel

transformação de móvel

transformação de móvel

transformação de móvel


Boa tarde para tod@s e muito obrigada pelas vossas visitas. Hoje venho deixar-vos a transformação de um móvel de casa de banho da Gato Preto, numa mesinha de cabeceira para um quarto do Ikea. A minha filha tem um quarto do Ikea com um sommier como cama que fica metido entre dois módulos de roupeiro e que tem um armário por cima que liga os dois módulos. Tem uma arrumação enorme. A desvantagem é que tem pouco espaço entre a cama e os lados dos armários. Ela tinha uma mesinha de cabeceira do Ikea e que era esta mas tinha o defeito de ser muito alta em relação à cama. Uma solução era cortar as pernas à medida da altura que ela queria, mas ela nunca gostou verdadeiramente dela. Pediu-me então para procurar alguma coisa que se adaptasse ao pequeno espaço mas que ficasse mais baixa. Corremos tudo o que era loja de móveis cá em Coimbra e não achámos nada já pronto que servisse para aquele espaço. Decidimos assim alargar o leque de escolha e ver alguma coisa que pudesse-mos adaptar. Encontrámos no Gato Preto o móvel que vos deixo na foto e que estava na zona dos artigos para casa de banho. Depois de verificar-mos as medidas achámos que podíamos fazer alguma coisa com ele. Como não era muito caro, custou 20 e poucos euros, comprámos. Fui ao Leroy Merlin e pedi para me cortarem 2 placas de MDF de 10mm de espessura com as medidas das tábuas que queria para tapar as ripas que não davam jeito para suportar nada do que queríamos. Comprei uma lata de tinta pequena para madeira na cor Branco Giz e para as pernas como queria que imitassem metal para fazer jogo com um banco que ela já tem pintei-as com purpurina líquida cor Bronze de La Pajarita. Depois de pintadas dei-lhes cera para as impermeabilizar. Ela gostou.
Beijinhos e uma boa semana para tod@s.

21 de julho de 2019

Caixa para 2 baralhos de cartas

Cx para cartas de jogo

Cx para cartas de jogo

Cx para cartas de jogo

Cx para cartas de jogo

Cx para cartas de jogo

Cx para cartas de jogo

Cx para cartas de jogo

Cx para cartas de jogo

fim de trabalho

Boa tarde para todo@s e muito obrigada pelas vossas visitas. Hoje venho mostrar uma caixa para 2 baralhos de cartas e que não é muito grande. Mede aproximadamente 11,5cm x 7,5cm x 8,5cm. Utilizei um resto da folha de cartas e outros papéis da colecção da Alice no País das Maravilhas da Stamperia que me tinham sobrado do álbum que já vos mostrei aqui. Utilizei também cartolina preta e a vermelha que também já tinha utilizado no álbum. Utilizei cera incolor da Pájarita para a impermeabilizar toda. Adoro o aspecto com que ficam as coisas depois da cera estar seca e de eu lhe puxar o lustro com um pano macio. Ficou muito simples mas espero que gostem. Deixo-vos também uma imagem do estado em que fica a minha mesa de trabalho quando acabo um projecto. Uma desarrumação total. Agora é arrumar tudo e limpar para iniciar um novo trabalho.
Beijos para tod@s e uma boa semana.
Subir