Moldura forrada com tecido

Moldura em madeira forrada a tecido

Bom dia para tod@s e muito obrigada pelas vossas visitas. Eu e toda a gente aqui por casa apanhou uma enorme gripe (bem complicada) no mês de Dezembro. O Natal e o fim de ano deste ano não foram tão cheios de trabalho e coisas boas como é hábito. Estávamos demasiado cansad@s e doentes para fazer alguma coisa. Por este motivo todos os trabalhos que fiz e foram só quatro, custaram-me muito a acabar para cumprir o prazo que tinha prometido. A maior parte deles eu fiz já depois do ano novo (incluindo as molduras do post anterior) e ainda continuo a fazer. Ainda tenho presépios que não consegui fazer a tempo. Eu vou mostrar tudo mas ainda vai levar algum tempo.
Hoje venho deixar uma moldura que fiz a pedido de uma amiga que a queria antes do Natal. É uma moldura de madeira que forrei toda com tecido e onde coloquei umas aplicações de mdf cortadas a laser e que pintei em preto. Esta moldura tem um tecido em tons de beje e dourado e um estampado com letras em preto. O pedido era para que ela pudesse fazer a ligação entre uma moldura toda preta e brilhante e uma moldura em dourado também brilhante. Eu já vi a foto do conjunto e parece-me que acertei pois toda a gente gostou. Como sempre a foto não está muito bem mas não consegui fazer melhor. O importante para mim foi acabar o trabalho a tempo.
Beijos para tod@s e uma óptima semana de trabalho ou de artes.

3 comentários:

  1. Olá Milai,
    Espero que já estejam todos melhores das gripes...
    A moldura está fantástica!!!
    Beijinhos,
    Guida

    ResponderEliminar
  2. Lindo trabalho! Combinação perfeita para um lindo cantinho do lar. Bjs e ótimo domingo.

    ResponderEliminar
  3. Olá Milai,
    Espero já estejam os doentes melhor..gripe é fruto da época!
    A moldura ficou muito elegante..
    Desejo que seja um bom ano..e com muita inspiração.
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelo comentário que acabou de deixar!
Beijinhos e volte sempre.

Artes da Milai © Copyright 2014. Desenvolvido por Elaine Gaspareto